Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Editorial
Início do conteúdo da página

Editorial da Edição 143

Escrito por Rafaela André | Publicado: Segunda, 28 de Maio de 2018, 17h45 | Última atualização em Terça, 29 de Maio de 2018, 14h46 | Acessos: 106
Foto Alexandre de Moraes
imagem sem descrição.

Fica em Belém um dos seis postos de atendimento com serviço especializado gratuito para pessoas trans. O Ambulatório TT foi uma iniciativa das Secretarias de Estado de Saúde Pública (Sespa) e de Justiça e Direitos Humanos (SEJUDH), em cumprimento à Política Nacional de Saúde Integral de LGBT.

Durante três meses, o advogado Manoel Rufino David de Oliveira visitou o ambulatório a fim de coletar os dados para a sua dissertação Despatologização das vivências trans: o impacto da abolição do diagnóstico de gênero nos direitos das pessoas trans. “A população trans não precisa mais se manter refém de um diagnóstico de gênero para ter acesso ao direito à saúde”, afirma. Nas páginas 8 e 9, você confere a reportagem assinada por Renan Monteiro.

Nesta edição, você lê também: Em Moju, o movimento sindical não reconhece as lideranças femininas; As festas juninas do seu tempo eram melhores? Esse sentimento de nostalgia já era comum em 1950; A banalização da violência, impeachment e legado dos anos 1960 são temas da conversa que tivemos com o professor Daniel Aarão Reis.

PS: Enquanto preparávamos esta edição, recebemos e-mail da Secom/UFRGS solicitando alguns exemplares do Beira do Rio, pois a UFRGS está revisando o projeto editorial do Jornal da Universidade e nós estamos entre as referências para o novo projeto. No ano em que o Beira completa 33 anos, esse e-mail foi recebido como um presente.

Rosyane Rodrigues
Editora

Adicionar comentário

Todos os comentários estão sujeitos à aprovação prévia


Código de segurança
Atualizar

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página